Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

Felicidade

Felicidade

 

Olho e vejo, folhas soltas pelo chão

É o pronuncio do Outono a chegar

Versejo sobre a estação versátil 

No alto do monte, a brisa da manhã me acaricia

Respiro, penso e olho

O que vejo?

Montes e vales de amargura

Apenas e tão só, vejo o nada que sou

Lamento e choro, o que não vivi e o que sofri

Lágrimas teimosas, ameaçam cair

Nada sou

Apenas sei, que sou filha do mar

E sempre serei cria Insular

Um rosário eu vou rezar

As contas vão desfiar, para sempre te vou Amar

 A felicidade irei procurar

Mas será que a vou encontrar?

 

Manuela Bulcão

publicado por poemasdaminhavida às 17:52
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De jose a 2 de Julho de 2010 às 13:01
Lindo como sempre adorei .beijo grande

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Plenitude

. Odeio…

. O Labirinto

. Noite

. Mãe

. Cria da Bruma

. Cadáver

. ...

. Conceitos de Liberdade

. As escadas de São Bento

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds