Quarta-feira, 17 de Março de 2010

Adeus/ Não-Adeus

Adeus/ Não-Adeus

 

Qual o significado desta pequena palavra?

Entrada na inexistência pura da saudade

Tanto a proferi nesta existência

Somos companheiros do pesar

Amantes furiosos das ondas de uma mera tempestade

 

Não me queria despedir de ti eternamente

Sinto-me frágil na tua presença distante

Do outro lado do oceano estás

Num quarto sonolento estou prostrada

 

Nunca te direi ADEUS, meu amor !

Tatuaste-me e acariciaste esta fera

Agora mergulho o meu corpo cansado na escuridão

Sempre a pensar na tua essência que desconheço…

 

Um NÃO-ADEUS para ti!

 

Manuela Bulcão

publicado por poemasdaminhavida às 00:11
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Isabel Magalhães a 2 de Agosto de 2010 às 11:20
Cada poema que leio mais encantada fico.
Todas as palavras que o compõe fazem-me viagem nos meus pensamentos e ir longe.
Muitos Parabéns!
Isabel Magalhães.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Plenitude

. Odeio…

. O Labirinto

. Noite

. Mãe

. Cria da Bruma

. Cadáver

. ...

. Conceitos de Liberdade

. As escadas de São Bento

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds